Entrevista polêmica de Romário!

0
543

Rio – Romário será chamado pela polícia para prestar novo depoimento sobre sua suposta participação no jogo de azar conhecido como Pirâmide. A polícia quer saber se o ex-jogador deu um de seus carros (no caso, uma Hummer H2, avaliada em R$ 400 mil) a Glauber de Jesus Matos do Nascimento, de 37 anos, assassinado no dia 10 de janeiro. “Ele não tem participação nenhuma no crime, mas pode nos ajudar na investigação”, disse o delegado Sérgio Lomba, titular da 24ª Delegacia Policial (Piedade). Glauber foi morto com dez tiros de fuzil, na Abolição, bairro da zona norte.

Romário se defendeu nesta segunda-feira das acusações, durante lançamento de sua biografia, escrita pelo jornalista Marcus Vinicius Rezende de Moraes, num shopping do Rio. “O tempo vai dizer sobre isso (a Pirâmide). Isso é absurdo e vai clarear com o tempo”, comentou.

Indagado se procede a informação de que ele teria dado uma Hummer para Glauber, Romário respondeu: “Não posso dizer o que procede ou não. Vocês (jornalistas) vão esperar e meu advogado vai tentar provar minha inocência”, argumentou.

O delegado soube nesta segunda pelo Detran que o veículo está registrado no nome da atual mulher de Romário, Isabella Bittencourt, mas constatou que o licenciamento do carro está vencido. O último só foi feito em 2007. “Ou seja, pode ter havido alguma transferência (de proprietário) de lá para cá sem a legalização dos documentos “, disse.

“Se comprovar que o jipe que pertenceu a Romário foi dado ou vendido a Glauber (para quitar a dívida da Pirâmide), o jogador poderá ser indiciado por falso testemunho”, explicou. Isso porque, no dia 20 de maio, Romário negou na 24ª DP qualquer participação nesse jogo de azar.

Na época, o ex-atacante fora chamado a depor porque a polícia recebeu informação, por meio de um Disque-Denúncia, de que ele teria presenciado a briga entre Glauber e Jorge Alexandre Tavares Domingues, que seria o cabeça da Pirâmide. Romário negou que tenha visto qualquer rixa entre eles. A polícia ainda não conseguiu localizar Domingues e investiga também se Glauber morreu por envolvimento com máquinas caça-níqueis.

Romário vive um inferno astral. Na última semana, passou 22 horas na Delegacia da Barra (16.ª DP) por não pagar pensão alimentícia dos filhos Romarinho e Moniquinha, e acumula dívidas com o Estado e a Prefeitura do Rio. Deve R$ 51 mil de IPVA de seu Mercedes ML 320 e R$ 1 milhão em IPTU.

Ele também já fora condenado a pagar R$ 5,5 milhões a um casal de vizinhos no luxuoso condomínio Golden Green, no Rio de Janeiro. Romário, cujo imóvel de R$ 9 milhões deve ir a leilão, fez obras em sua cobertura que danificaram o apartamento de baixo.

Romário desabafou nesta segunda. “Sou um cara do bem. Nunca tive intenção de lesar ninguém, não matei ninguém e não roube ninguém. Sou um cara muito querido no Brasil.” Em vários momentos, esbanjou bom humor. “Não fui eu que matei o Michael Jackson ou trouxe a gripe suína para o Brasil. Parece agora que eu virei o vilão do Brasil.”

Em tom de brincadeira, ele até fez um apelo para que as pessoas comprem muito o seu livro, com o intuito de pagar em dia as pensões dos seus filhos. “Das coisas que estão saindo por aí, 80% não são verdadeiras. O que for dívida com a Justiça, eu vou pagar quando chegar o momento.” “Não estou envergonhado com nada. Atravesso uma turbulência, sempre fui guerreiro e, com certeza, vou mostrar quem sou e sair dessa.”

folhavitoria.com.br

Responda

Please enter your comment!
Please enter your name here